Se você tem um filho pródigo


 31 de janeiro de 2017
esperanca-e-restauracao-a-historia-do-filho-prodigo
É triste saber de pais que choram pelos filhos, que um dia, foram criados na igreja, aprenderam lições preciosas na Escola Bíblica Dominical, mas hoje estão afastados de Deus, envolvidos com más companhias, não querem nem ouvir falar de igreja, acima de tudo de Deus e de sua Palavra.

O que dizer a estes pais e mães? Que conselhos podemos dar?
Eu diria que, em primeiro lugar, esses pais não devem se culpar.
Não se culpem, é o meu primeiro conselho.
Culpar-se em nada adianta. Só faz mal ao coração, a alma.
Ser pai e mãe é uma das tarefas mais desafiadoras. Talvez você tenha errado em alguma fase da criação de seu filho pródigo. Se fosse hoje, talvez, faria diferente, é verdade, mas pare de se culpar.
Deus dotou a todos de algo importante que é o livre arbítrio. A escolha de se afastar não foi sua, mas do seu filho. Por mais que isto seja difícil de encarar, esta é a verdade.
Meu segundo conselho é manter-se com os braços abertos e jamais fechar o seu coração para o filho pródigo.

Lembra do pai amoroso, na parábola contada por Jesus?
Todos os dias ele saia de sua casa e se colocava no caminho e esperava a volta do seu filho que um dia tinha se rebelado.
Se seu filho está envolvido com drogas não o chame de drogado. Se está entregue ao homossexualismo, não reforce seu comportamento homossexual. Chame-o pelo nome.
Sempre esteja disponível para ajudar a deixar seus comportamentos rebeldes.

Não se envergonhe de seu filho pródigo. Ele é seu filho, dado por Deus.
Isso que eu chamo de está com braços abertos.
Ore, ore, ore!
Oração será o instrumento mais poderoso dado por Deus para seu filho rebelde um dia se arrepender dos seus erros e voltar-se, em primeiro lugar para Deus, e depois para a própria família.
Jim Cimbala, pastor da Igreja Brooklin Tabernacle, é o melhor exemplo de um pai que teve uma filha rebelde e viveu a alegria de abrir a porta de sua casa para recebê-la de volta totalmente arrependida.
Jim Cimbala conta, em seu depoimento, que um dia a igreja estava reunida orando pelas centenas de pedidos que tinham chegado pela internet. Até que alguém sugeriu que parassem de orar e dedicassem aquele culto para orar exclusivamente pela filha do pastor. E assim foi feito.
Pouco tempo, ele e sua esposa Carol, estavam em casa e alguém bate-lhe a porta. Ao abrir, viram sua filha arrependida e dizendo estar voltando para casa. Contou-lhe que uns dias antes havia sentido uma profunda tristeza pelo tipo de vida que estava vivendo e perguntou quem havia orado por ela.
O casal Cimbala então concluiu que o momento em que a filha estava sendo tocada pelo Espírito Santo de Deus era o mesmo momento em que a igreja estava orando por sua filha pródiga.
Por último, eu diria para crer na semente que você semeou na infância deste filho pródigo.
Creia que todo aquele esforço, a semente lançada, mesmo que de forma inapropriada ainda está presente no coração do filho pródigo.
Esta semente não morreu, está lá e no tempo certo irá renascer e voltará a fazer diferença em suas escolhas.
Prepare- se para volta.
O pai amoroso nos ensina esta lição. Quando seu filho voltou, uma grande festa foi realizada.

E assim será, para a glória de Deus.
**********
Por: Gilson Bifano
Palestrante e conferencista para casais e famílias. Coach de casais e pais.


http://www.clickfamilia.org.br/oikos2015/index.php/se-voce-tem-um-filho-prodigo/